Pelo menos 230 pessoas foram capturadas pelo Estado Islâmico na Síria, diz ONG

Estado Islâmico avançou em maio pelo leste de Homs, onde tomou várias localidades / Foto: AFP

Da ABr


Pelo menos 230 pessoas, entre as quais dezenas de cristãos, foram capturadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico em Al Quariatain, no centro da Síria, que foi tomada ontem (6) pelos rebeldes, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

A organização não governamental diz que o paradeiro dos prisioneiros, entre os quais 19 menores e 45 mulheres, é desconhecido. Algumas dessas pessoas foram capturadas por extremistas no mosteiro de Mar Elian, em Al Quariatain. Há dez dias, o abade do mosteiro, Jack Murad, foi sequestrado por um grupo de homens armados.

O Estado Islâmico expulsou, nessa quinta-feira (6), as forças do regime sírio que controlavam a cidade, localizada na província de Homs. Al Quariatain é importante porque está nas imediações de uma estrada que une a parte oriental de Homs com o leste da região de Al Qalamun, na periferia de Damasco.

O Estado Islâmico avançou em maio pelo leste de Homs, onde tomou várias localidades, como Palmira, que tem ruínas incluídas na lista de patrimônio da humanidade da Unesco. No final de 2014, o Estado Islâmico proclamou um califado no Norte da Síria e do Iraque, onde controla vastas áreas do território.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial