Bancos da rede privada encerram a greve no Recife

Reajuste salarial foi de 10% e vale-refeição e vale-alimentação terá aumento de 14% / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Jc Online

Os bancários da rede privada aceitaram o reajuste salarial de 10% oferecido pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e encerraram a greve. Já a Caixa Econômica Federal, o Banco Brasil e o Banco do Nordeste decidiram manter a paralisação que já dura 21 dias. A decisão foi tomada em assembleia realizada no Sindicato dos Bancários de Pernambuco, no bairro da Boa Vista, área central do Recife. A rede privada volta ao trabalho normalmente nesta terça-feira (27).

Apesar da votação tumultuada, com ocorrências de casos de agressões leves, o processo continuou. Foram 218 votos a favor da proposta da Fenaban e 215 contra.

O Banco do Brasil (BB) votou por permanecer em greve, com 69 votos a favor e 62 contra. Ainda na noite desta segunda-feira, a categoria votou a decisão da Caixa Econômica Federal (CEF) e a maioria foi contra a proposta da Fenaban. Já o Banco do Nordeste mandou a proposta somente à noite e a votação só ocorrerá nesta terça-feira (27), quando também acontecem novas assembleias do BB e da CEF.

O reajuste de 10% representa ganho real de 0,11% e também é válido para a Participação nos Lucros e Resultado (PLR). Além disso, a proposta dos bancos inclui abono de 72% dos dias em que houve paralisação e aumento de 14% no vale-refeição e no vale-alimentação, que hoje são de R$ 572 e R$ 431,16, respectivamente.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial