PMPE: a situação está complicada! Com corporação sucateada, comandante do 5º BPM diz que está fazendo milagres


Com a marca negativa de 300 homicídios a mais que em 2014, Pernambuco acende a luz amarela do Programa Pacto pela Vida. Em Petrolina, mais de 100 assassinatos já foram registrados só este ano.

Crimes de proximidade, tráfico de drogas e a flutuação intensa de visitantes na região do Vale do São Francisco são alguns dos fatores preponderantes para o aumento da criminalidade, de acordo com o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar, Coronel Guerra. De acordo com ele, apesar das dificuldades, principalmente com o número insuficiente de efetivo, a Polícia Militar está se empenhando para coibir a violência no Estado. “O Governo do Estado enviou 40 novos homens para a região, mas 50 vão embora (aposentam-se), então não adianta, desta forma a conta não fecha”, assinala o Coronel. Assim, a corporação ficará com um saldo negativo de 10 homens.

Guerra pontua que a PM atua operando milagres e não poupa críticas aos políticos, que segundo ele são falastrões e não buscam providências para melhorar a segurança pública no Estado . “O Governador Paulo Câmara já sabe da necessidade de um novo Batalhão para atender somente o município de Petrolina, e o outro para atender os municípios da jurisdição, porém há 20 anos o Batalhão tinha o efetivo de 800 homens, hoje mesmo com o crescimento territorial e populacional temos apenas 500, esse número decresceu”.

O abrandamento a Lei também é outro fator, que para Guerra, influência a prática criminosa. “As coisas inverteram hoje em dia o cidadão fica preso em casa com medo dos criminosos que estão soltos nas ruas, e a população a mercê dessa realidade. A lei brasileira é frouxa beneficia o criminoso e não ao cidadão”, diz, lamentando que “o cidadão hoje em dia está entrincheirado e chegará o dia em que terá que se defender sozinho”.

Sem tirar de foco a seriedade do assunto, Guerra, pontua que pais de família precisarão colocar a bandeira nas residências do Estado Islâmico para garantir a vigília da FBI. “Do jeito que vai pode chegar a esse ponto porque a sociedade está refém do bandido e da Lei”.

Petrolina, ainda tem outro agravante. Das 22 viaturas da PM, 12 estão paradas, por falta de manutenção. “Estão quebradas, e com amizade e um jeitinho estamos fazendo com que elas rodem, e muitas vezes a locadora (contratada pelo Estado) bate de frente e impede que os veículos saiam, é uma luta de titãs. E para piorar, o serviço gratuito 190 é outro calo no município”, destaca Guerra. Blog do Adeilton/Blog do Itamar

Comentários

Anterior Proxima Página inicial