Emplacamento das "cinquentinhas" será exigido a partir desta quarta-feira (11); Prazo não será prorrogado, alerta Detran-PE


A partir do dia 11 de novembro, será obrigatório o emplacamento de todos os ciclomotores. Para isso, o Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) está fazendo vistorias. O emplacamento obrigatório vale para todas as motocicletas compradas antes de julho, com potência menor ou igual a 50 cilindradas. 

Quem tem motos com até 49 cilindradas precisa pagar o licenciamento, a placa e o seguro DPVAT – todos os serviços juntos dão um total de R$ 222. De cinquenta cilindradas para cima, é necessário pagar, ainda, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). As motocicletas compradas a partir do mês de julho já vieram emplacadas.

Algumas lojas de cinquentinhas fecharam sem fazer o registro dos veículos vendidos. Como os donos precisam da nota fiscal, enfrentam mais esse problema. Para tentar acelerar o atendimento destas pessoas, o Detran disponibilizou na internet uma declaração de posse das motos. O dono precisa imprimir o documento e preenchê-lo, para garantir que a moto é dele.

O Charles Ribeiro, diretor-presidente do Detran, explica o procedimento. “O usuário preenche os dados do formulário. Se ele adquiriu de outra pessoa, há muito tempo, ele declara que adquiriu dessa pessoa, assina, reconhece firma e traz pra gente licenciar”, detalha. Quem mentir, no entanto, pode ser preso.

Apesar das filas e das reclamações, o prazo não vai ser prorrogado. O Detran estendeu o horário de atendimento nas unidades do estado até as 16h30, para dar mais tempo aos proprietários das cinquentinhas. Além disso, as agências abrem neste sábado (7), pela manhã e à tarde, no Detran do Recife nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). (G1 PE)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial