Situação dos agricultores do Agreste se agrava por conta da seca


Sem registro de chuva no Agreste de Pernambuco, agrava-se a situação dos moradores da região, especialmente do homem do campo. A cada dia que passa, fica difícil enfrentar os reflexos da longa estiagem. O pior é que as previsões não são nada animadoras. 

O agrônomo do IPA, Fábio César, reforça a informação e faz uma previsão para 2016. “Segundo a APAC existe uma probabilidade que 2016 chuva, mais uma vez, abaixo da média. Existe uma probabilidade de 80%”, disse. “No Agreste, normalmente nos meses de dezembro e janeiro ocorrerem aqueles períodos de trovoadas. Há a possibilidade de cair em algumas áreas isoladas. Chuvas que até podem ultrapassar os 100 mm”, aponta Fábio César. (Da Rádio Jornal)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial