Após chuvas no Sertão, infestação de pequenos sapos assusta moradores


Infestação de sapos em Petrolina, no Sertão de Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)

Do G1

No Sertão de Pernambuco, os moradores do bairro Jardim Petrópolis, na Zona Oeste de Petrolina, estão assustados com a infestação de pequenos sapos. As últimas chuvas provocaram alagamentos nas ruas e desses acúmulos de água estão surgindo os anfíbios. Eles se espalham pelas vias do bairro e até entram nas residências.

A quantidade de sapinhos é grande que se espalharam pelas ruas 26, 22, 28 e 25 do Jardim Petrópolis. A dona de casa Francisca Furtado relata que demora para tentar varrer a calçada e tirar os sapinhos. “Está cheio de sapo. O meu muro fica cheio pela manhã e todo dia eu tenho que tirar, mas eles acabam voltando”.

Até mesmo as casas que estão fechadas, não estão protegidas dos sapos. “Eu rodo o Brasil inteiro e a primeira vez que eu vi isso, foi no Jardim Petrópolis”, conta o caminhoneiro Luiz Gonzaga Rodrigues.

Na beira das poças d'água é possível encontrar muitos girinos e larvas que devem se transformar em sapos. A bióloga Mary Ann Saraiva explica que as chuvas frequentes fazem com que aumentem a quantidade de poças. Esses ambientes com água são favoráveis para a reprodução dos animais. “Os sapos não são vetores de nenhuma doença. Eles são comedores do mosquito Aedes Aegypti, as muriçocas serão o alimento deles. Os sapos vão diminuir a infestação de mosquitos nesses bairros”,

De acordo com a Bióloga, não existe motivo para pânico. “Os sapos estão se movimentando, porque eles nasceram em poças e vão migrar para as áreas de projeto que estão próximas a este bairro. Eles não vão ficar nas áreas urbanas, a população não precisa se assustar e não deve matar os sapos, porque eles ajudam, se alimentando de insetos e aranhas.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial