Cadeirante precisa de ajuda para cuidar da saúde em Floresta



Francisco Manoel Lopes tinha apenas quatro anos de idade quando um acidente mudou o rumo da sua vida. Ainda menino, ele brincava com seu irmão mais velho em uma fazenda na zona rural de Floresta, no Sertão de Pernambuco. Eles imaginavam ser policiais, mas a arma calibre 38 era de verdade.

Tudo ia bem até que o artefato cai no chão, dispara e atinge o garoto. Como não existia SUS na época e a família era humilde ele não conseguiu tratamento adequado. A brincadeira com uma arma de fogo o deixou paraplégico para o resto da vida.

Francisco ficou conhecido como “Didi” e agora tem 37 anos de idade. A cadeira de rodas adaptada a uma bicicleta virou a marca registrada desse homem.

A vida seguia normalmente até que o sonho de construir a casa própria cai por terra. Ao tentar sair da cama para a cadeira de rodas Francisco leva uma queda e quebra o fêmur. Antes de fazer a cirurgia os médicos detectaram também uma grave infecção urinária.

didi antes de cair da cama e quebrar o femur em floresta-pe

Se isso já não bastasse, a mãe adotiva de “Didi” teve AVC e acabou falecendo um dia após ele ser cirurgiado. Mesmo em meio a tantas dificuldades a amizade verdadeira é o que faz ele não desistir de viver.

Sem condições de pagar consultas, exames e remédios, são os amigos de “Didi” que o ajudam nas tarefas do dia a dia. Até uma rifa foi feita para angariar fundos para o tratamento de saúde dele. Quem puder e quiser ajudar pode entrar em contato através do telefone: (87) 9 9609.6152.

São os amigos de Francisco que o ajudam nas atividades do dia a dia. Ele está de cama desde que passou por uma cirurgia. Foto: Blog do Elvis/NE10

Assista ao vídeo:


Fonte: Blog do Elvis

Comentários

Anterior Proxima Página inicial