Após ceder, canal da transposição recebe reparos em Cabrobó


Retirados destroços da parede que cedeu de obra de transposição em Cabrobó, PE (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)

G1

No Sertão de Pernambuco, começaram a ser retirados os destroços de uma parede de concreto que se rompeu, há uma semana, em um dos canais do eixo norte da obra de Transposição do Rio São Francisco, que fica entre os reservatórios do Tucutu e de Terra nova, na Zona Rural de Cabrobó. A estrutura danificada pertence a um trecho que já estava pronto, mas que em período de testes, não suportou a passagem de água, provocando um vazamento.

Cerca de 20 homens trabalham onde a estrutura cedeu e três máquinas retroescavadeiras retiram o concreto que ficou quebrado. Em um dos aquedutos, as rachaduras estão sendo reparadas. Uma das alternativas encontradas também para conter o vazamento foi a de impedir a passagem de água colocando uma parede de terra no canal, para que água que vem por gravidade, não atravessasse para o outro lado.

Foram quatro dias de desperdício de água, o que assustou os moradores da região. “Cheguei aqui e estava começando e nós ficamos olhando horrorizados, porque foi saindo pouca água, e depois muita água e pedra rolando para todo o canto”, relata o agricultor Júlio dos Santos Landim.

Quem precisa dessa água teme os atrasos na conclusão da obra de transposição. “Mais atraso, mais despesas, com certeza, é o que vai acontecer e infelizmente quem está esperando água, que nem o pessoal do Ceará e da Paraíba, com certeza vai ser muito mais tempo para água chegar para eles”, argumenta o agricultor Elisson Soares.

Em nota, o Ministério da Integração Nacional informou que o consórcio responsável por esse trecho da obra está fazendo a limpeza do canal, que deve ser concluída em 15 dias. Depois serão investigadas as possíveis causas do rompimento e logo em seguida devem começar os trabalhos de reconstrução. Ainda de acordo com a nota, esse rompimento não vai trazer custos adicionais para o Governo Federal e nem vai atrasar a entrega da obra.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial