Procura por atendimento em cursos de saúde cresce em Serra Talhada


DSC_0150

Portal Farol de Notícias

A população de Serra Talhada com doenças que demandam tratamento fisioterapêutico tem procurado alternativas mais acessíveis de atendimento. A Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade de Integração do Sertão (FIS) tem sido procurada para tratamento fisioterapêutico cardiorrespiratório, traumato-ortopedia e reumatologia, geriatria, neurologia, dermato-funcional, pélvica e oncológica. O FAROL visitou a clínica escola e acompanhou o atendimento dos estudantes que estagiam acompanhado de professores. De acordo com a coordenadora do curso de Fisioterapia, Juliana Pedrosa, cerca de 100 pessoas já passaram pelos tratamentos.

O espaço agrupa estágios e projetos de extensão da faculdade, incentivando os estudantes do curso a se prepararem para o mercado de trabalho. “Eu estou desde o início do projeto Pulmonar, há uns quatro meses. Essa tem sido uma experiência muito boa. O nosso orientador, junto com a FIS e a clínica escola proporcionar essa vivência desde o início dos períodos, e que no futuro nós tenhamos excelência nos nossos atendimentos”, ratificou Renato Bastos, 24 anos, estudante do 5º período. O Pulmonar é um projeto de extensão que atende pacientes com doenças cardiorrespiratórias e realiza pesquisas na área, coordenadas pelo professor Eudes Gomes.

O FAROL também conversou com alguns dos pacientes que estão em tratamento na clínica. Segundo a estudante Amanda dos Santos, moradora da AABB, a clínica e o projeto Pulmonar há quatro meses tem ajudado com sua asma. “Eu estou em atendimento para melhorar meu condicionamento respiratório, eu tenho asma e com os tratamentos estou conseguindo ter uma melhora”. Já a bibliotecária da instituição, Regina Pereira, de 66 anos, diz que sentia dores e uma aluna indicou o tratamento da clínica. “Eu desci para as fisioterapias, gostei, fui bem atendida por todos e trouxe meu esposo também”, afirmou a paciente.

ATENDIMENTOS A POPULAÇÃO

A clínica funciona desde agosto de 2015 no turno da manhã das 7h30 às 11h de segunda a sexta-feira e das 14h às 17h nas quintas-feiras. “Temos atendimentos de traumato-ortopedia e reumatologia, geriatria, neurologia adulto e infantil, cardiorrespiratória, dermato-funcional, pélvica que envolve pacientes com incontinência urinária, tanto feminina quanto masculina; oncológica, pós e pré-operatório e também um acompanhamento mais intenso desse paciente. Tivemos já uma média de 100 pacientes em todos os setores e em traumato-ortopedia e dermato têm bastante atendimentos”, explicou Juliana Pedrosa. Mais informações pelo telefone 3831-1472.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial