Falta de água se agrava em duas cidades sertanejas



Se o abastecimento das cidades de Itapetim, sem água na torneira desde 2013 e Brejinho na mesma situação desde 20 de janeiro de 2015, já era grave, o quadro ficou mais difícil nos últimos dias. Sem pagamento os pipeiros que abastecem as caixas de água das duas cidades, cruzaram os braços. Agora o morador que quiser água em casa, tem que comprar de carros pipa. Em 20 de janeiro, os pipeiros com 3 meses de atraso no pagamento pela Compesa, ameaçaram cruzar os braços. A Compesa pagou apenas um mês. Agora são 4 meses sem ver a cor do dinheiro e por isso os profissionais paralisaram suas atividades. (Rádio Vivo)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial