Compesa capacita estudantes para plantar árvores em Arcoverde



A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) firmou uma parceria com a Prefeitura de Arcoverde, no Sertão, para promover a arborização dessa cidade. Foi assinado o Termo de Cooperação Técnica para implantação do Projeto Florestar – Viveiros Educadores, pelo qual será possível produzir mudas nativas em viveiros para, então, arborizar as áreas públicas do município.

O projeto visa recuperar e instalar viveiros para a produção de mudas dos biomas Mata Atlântica e Caatinga. Elas atenderão projetos desenvolvidos pela Compesa nas cidades em que realiza ações de saneamento. Em Arcoverde, 100 alunos da rede municipal serão capacitados para cultivar mudas que serão plantadas nas praças e áreas públicas da cidade. A ideia é que os estudantes aprendam as técnicas viveiristas para, então, promoverem a arborização do município.

Dentre os ganhos proporcionados pelo projeto, estão a amenização da sensação térmica a partir do plantio de árvores nas praças, calçadas, jardins e quintais; a melhoria dos espaços públicos e do bem-estar das pessoas que os utilizam; atenuação da poluição do ar; e recuperação da flora.

A Gerência de Meio Ambiente da Compesa ficará responsável pela capacitação dos estudantes. Eles receberão uma cartilha que mostra as etapas da produção de mudas e a importância da arborização urbana. No treinamento, os participantes também conhecerão as espécies nativas da região e farão uma visita ao Viveiro Educador de Bonito, na Mata Sul, onde terão aulas práticas de produção de mudas.

Segundo o diretor de Articulação e Meio Ambiente da Compesa, Aldo Santos, o projeto possibilita a melhoria do conforto ambiental nas vias urbanas de Arcoverde, a partir da implantação de uma arborização planejada. Além disso, valoriza o papel de agente transformador do cidadão desde a escola. “Essa ação possibilita que as escolas possam trabalhar um novo jeito de lidar com o meio ambiente e com a educação dos jovens que, ao terem conhecimento do processo de arborização, estarão adquirindo práticas sustentáveis que levarão para toda a vida”, avaliou o diretor.

Para a prefeita de Arcoverde, Madalena Brito, o projeto trará benefícios para toda a população, já que seu objetivo é a transformação da cidade e a formação ambiental dos seus moradores. “Tenho certeza que será um projeto de grande êxito que trará benefícios diretos para a população. Queremos que mais grupos participem dessa iniciativa e, por isso, vamos buscar mais parceiros para caminhar junto conosco”, anunciou Madalena.

Além da capacitação dos alunos da rede pública de Arcoverde, a Compesa já estuda estender o projeto para outras cidades. A requalificação dos viveiros de Bonito, Pirapama e Poção, a reformulação no processo de gestão desses equipamentos e a promoção de atividades educacionais e trilhas ecológicas nos municípios envolvidos estão entre as próximas ações a serem encampadas pela companhia.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial