Professores e alunos protestam contra descaso de Paulo Câmara na educação de Serra Talhada, PE


Proupe 2

Âncora do Sertão

Na noite da última quinta-feira (31), estudantes e professoras da Autarquia Educacional de Serra Talhada (AESET) protestaram contra a gestão do Governador Paulo Câmara (PSB). A mobilização faz parte de uma série de atos Estadual dos Bolsistas do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe),  que beneficia estudantes, e este ano não teve sua renovação efetiva até o momento. Segundo a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), o programa precisa de requalificação e uma retenção de gastos colocada em prática pela gestão estadual.

No mês de março, gestores de onze autarquias do Estado reuniram-se no Recife, capital de Pernambuco, a fim de discutir soluções para a volta da regularização do pagamento do auxílio aos estudantes. Representando Serra Talhada, esteve Eliana Cordeiro, que articulou junto a  Associação das Instituições de Ensino Superior do Estado de Pernambuco (Assiespe) uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) com a presença do Governador Paulo Câmara.

SOBRE O PROGRAMA

O Proupe é um programa de oportunidade para jovens que não possuem renda para pagar uma faculdade particular no Estado de Pernambuco. O projeto entrou em vigor na Gestão do Governador Eduardo Campos com o objetivo de conceder bolsas integrais ou parciais para alunos do ensino superior em Autarquias Municipais sem fins lucrativos.

MANIFESTAÇÃO

Durante o ato na Avenida Afonso Magalhães, jovens estudantes utilizaram faixas, cartazes e apitos para reivindicar a estabilização dos pagamentos da bolsa e mais assistência para educação por parte do Governo do Estado de Pernambuco. Nas faixas constavam frases como: Unidos somos mais fortes, Proupe não pode acabar, Sem Proupe não dá. O atraso das bolsas na Capital do Xaxado tem prejudicado alunos e faculdade há pelo menos quatro meses.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial