PT quer "diretas já" se Dilma for afastada



O PT discute lançar uma campanha pedindo "diretas já" caso o impeachment seja aprovado no domingo e Dilma Rousseff seja posteriormente afastada pelo Senado. A informação é de Mônica Bergamo, na sua coluna deste sabado na Folha de S.Paulo.

dia a colunista que a ideia é sustentar que o mandato de Michel Temer, que assumirá interinamente até Dilma ser julgada, é ilegítimo e que "eleições já" seriam a melhor solução para a crise política.

Lula tem demonstrado preocupação com o tom da reação do partido. Embora disposto a reagir, com mobilizações e discursos, ao que o PT chama de "golpe", ele já disse a interlocutores que "o Brasil está cansado".

A palavra de Lula, embora ainda tenha grande peso na legenda, não é tida mais como definidora do caminho a tomar, segundo integrante do partido.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial