Greve atinge 75% das agências bancárias em PE, diz sindicato


Bancários decretaram greve por tempo indeterminado a partir desta terça (6)  (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Com a greve dos bancários deflagrada a partir desta terça (6), 470 das 625 agências em Pernambuco deixaram de abrir as portas. O número, repassado pelo Sindicato dos Bancários de Pernambuco, equivale a 75% dos bancos de todo o estado. Ao todo, 256 agências públicas e outras 214 privadas aderiram ao movimento.

“Atingimos a nossa previsão e avaliamos como positivo esse saldo. Até sexta, a nossa intenção é ampliar a adesão”, afirma a presidente do sindicato, Suzineide Rodrigues.No estado, os bancários devem se reunir em assembleia avaliativa na próxima quarta (7), para discutir o movimento e traçar estratégias para ampliar a adesão de outras agências à greve.

Ainda de acordo com Rodrigues, a categoria aguarda uma nova convocação para avançar nas negociações. “Até agora, os banqueiros não nos chamaram para negociar novamente”, pontua. Na última rodada, a categoria rejeitou a proposta de reajuste de  6,5%  sobre os salários, a PLR e os auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3 mil da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). De acordo com os sindicatos, a oferta ficou abaixo da inflação, projetada em 9,57% para agosto deste ano.

Segundo Rodrigues, a categoria está disposta a negociar novos percentuais de reajuste. “Nossa ideia é dialogar com os bancários para que a gente consiga evoluir”, conta. Além de Pernambuco,pelo menos outros 20 estados e o Distrito Federal tiveram agências fechadas nesta terça (6). De acordo com a Fenaban, a proposta representa um aumento de 15% na remuneração para os empregados com salários de R$ 2,7 mil, por exemplo. Para quem ganha R$ 4 mil, o aumento na remuneração é de 12,3%. (G1)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial