Ato de combate à violência contra as mulheres foi realizado em Afogados da Ingazeira



A Coordenadoria Municipal de Políticas para as Mulheres de Afogados da Ingazeira promoveu, com o apoio de diversas entidades parceiras, um ato público de conscientização para a importância do combate à violência contra as mulheres.

O objetivo principal da campanha foi o de chamar a atenção da população para esse grave problema que tem afetado a vida de tantas mulheres no Brasil. “O enfretamento à violência é uma das nossas ações. Qualquer tipo de violência que seja cometida contra a mulher é crime e precisa ser denunciado. As mulheres precisam saber que não estão sozinhas nessa luta e conhecer quais os mecanismos de denúncia e proteção,” destacou a Coordenadora Municipal da Mulher de Afogados, Risolene Lima.

Realizada em parceria com a Secretaria Estadual da mulher, a campanha “Basta de Violência Contra a Mulher” teve a culminância de suas atividades nesse final de semana, na Praça de Alimentação. O ato contou com as presenças da Secretária Municipal de Assistência Social, Joana Darc, e mulheres representando instituições como a FETAPE, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Diaconia, Fórum de mulheres do Pajeú e Secretaria da Mulher do Governo de Pernambuco.

Em Afogados da Ingazeira, a Coordenadoria da Mulher divulga a porta de entrada para as denúncias de violência e abusos. Mulheres que se encontrem nessa situação podem denunciar através do telefone da ouvidoria municipal: 0800 081 4040. “A ligação é gratuita. As atendentes estão orientadas a encaminhar rapidamente a denúncia para os órgãos responsáveis que integram a rede de proteção, que conta com o apoio da Secretaria de Assistência Social, com uma equipe multidisciplinar para acompanhamento da mulher em situação de violência, com assistente social, psicólogo além do apoio jurídico,” finalizou Risolene. O outro número da ouvidoria, que também funciona com whatsapp, é 99978.1666.

Outro telefone importante, também de ligação gratuita, é o número 180, canal nacional de denúncia de casos de violência contra a mulher. Maiores orientações, as mulheres podem procurar a equipe da coordenadoria da mulher, na sede da secretaria municipal de assistência social, na Rua Senador Paulo Guerra, prédio do antigo fórum. 

Comentários

Anterior Proxima Página inicial