Presidente mexicano diz que não paga o muro de Trump



O presidente do México, Enrique Peña Nieto, voltou a dizer que não pagará pelo muro na fronteira dos EUA, como quer Donald Trump, mas não comenta sobre se manterá a visita da próxima terça (31) a Washington.

Peña Nieto foi pressionado durante todo o dia por seus opositores a cancelar o encontro com Trump na Casa Branca, em retaliação ao decreto anunciado nesta quarta-feira (25) por seu colega americano.

À noite, porém, fez um comunicado condenando a decisão de Trump. "Lamento e reprovo a decisão dos EUA de continuar a construção de um muro que deseja há anos que, longe de nos unir, nos divide", disse.

"O México não acredita nos muros. Disse uma e outra vez, o México não vai pagar por nenhum muro. [...] O México oferece e exige respeito, como a nação soberana que somos."

No discurso, disse que orientará a defesa de seus cidadãos no exterior e que sua equipe da Secretaria das Relações Exteriores discutirá com o Senado quais são "os próximos passos a tomar", mas não fez menção à viagem.

A declaração foi feita às 20h30 locais (0h30 de quinta em Brasília), quase 12 horas depois do anúncio de Trump e após receber fortes críticas da oposição a seu partido, o centrista PRI.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial