Renata e Lula: emoção no encontro


A viúva do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, Renata Campos, visitou Lula no hospital Sírio-Libanês na quinta (2) e protagonizou um dos momentos mais emocionantes da tarde. Segundo relatos, os dois se abraçaram por longo tempo. Em silêncio. A informação é de Mônica Bergamo, na sua coluna deste sábano  na Folha de S.Paulo.

A colunista dá mais detalhes a respeito da falecida ex-primeira-dama:

Marisa Letícia estava comprando um aparelho para medir a pressão em casa. Ela andava preocupada com as oscilações constantes, com picos de alta, que apresentava.

A tensão de Marisa preocupava Lula, situação que se agravou com o fato de que neste ano ela teria que prestar vários depoimentos à Justiça.

Relatos de pessoas próximas da família Lula dizem que a vida da ex-primeira-dama virou uma agonia permanente depois da busca e apreensão na casa dela, dos filhos e da condução coercitiva de Lula, determinada pelo juiz Sergio Moro em março do ano passado.

Numa certa ocasião, assustada com um barulho na rua no meio da noite, de acordo com os mesmos relatos, Marisa chegou a cair da cama e a quebrar um dedo.

Nas conversas com amigas, a ex-primeira-dama repetia sempre os detalhes da operação de busca e apreensão na casa dos filhos, em que até geladeiras foram vasculhadas e os iPads de seus netos, levados embora.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial