Número de testes positivos para HIV no carnaval do Recife é o triplo da média nacional



Diário de Pernambuco

Números parciais divulgados pela Secretaria de Saúde do Recife com base em exames realizados até a última segunda-feira (27) revelam que a quantidade de pessoas diagnosticadas com o vírus HIV é o triplo da média nacional. De acordo com o chefe do setor de DST/Aids, Alberto Oliveira, 1,9% dos testes realizados durante o carnaval deram positivo para o vírus que causa a Aids. A média nacional, de acordo com ele, varia entre 0,6% e 0,7%.

"Isso significa que, em um universo de cerca de 500 pessoas testadas, 10 foram diagnosticadas com o vírus", explicou, ressaltando que o balanço final só deve ser divulgado na próxima quinta-feira (2) e que, até lá, o percentual poderá ser alterado. Os números levam em consideração as testagens feitas nos dois postos montados pela Prefeitura do Recife: um na Praça do Arsenal, no Recife Antigo, e outro no bairro do Ibura.

"É um percentual alto quando se compara com uma média nacional que varia de 0,6% a 0,7%", disse, ponderando que as diferenças regionais podem não estar presentes no índice global. "Pode ser que o percentual de 1,9% seja esperado para o estado de Pernambuco, mas não temos esse dado e o único parâmetro que temos é o nacional", acrescentou. Alberto salientou também a importância do uso do preservativo, principalmente pelos mais jovens. "Eles estão esquecendo que essa é a principal forma de prevenção", alertou.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial