Silvio propõe reunião entre Governo e prefeitos do Agreste para discutir saídas para alta da violência



O deputado Silvio Costa Filho (PRB) apresentou, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nesta quarta-feira (22), que o Governo do Estado realize um encontro com os prefeitos dos municípios do Agreste para discutir o aumento da criminalidade na região. Segundo dados da SDS, entre 2014 e 2016 houve um crescimento de 64% nos números de homicídios só em Caruaru, além de uma alta de 103% nos crimes contra o patrimônio na cidade no mesmo período.

 “O 4º Batalhão da Polícia Militar, que atende 14 municípios além de Caruaru, está se mostrando insuficiente para combater o crescimento da violência na região. A instalação de mais um batalhão até o fim do ano é importante, mas não dá pra ficar comemorando um anúncio como esse enquanto o número de assassinatos já cresceu 24% só nos dois primeiros meses deste ano e fechou 2016 com 64 mortes por 100 mil habitantes, seis vezes mais que o índice considerado aceitável pela ONU”, destacou.

O parlamentar comparou a extensão das Áreas Integradas de Segurança (AIS) 14, de Caruaru, e AIS 6, de  Jaboatão dos Guararapes. “A AIS de Caruaru é quase 9 vezes maior que a de Jaboatão e, mesmo assim, a região de Caruaru é atendida por apenas um batalhão, enquanto Jaboatão ganhou, desde janeiro deste ano, mais um batalhão (25º BPM), sendo a única AIS com dois batalhões no Estado.

Silvio ressaltou ainda algumas ações implantadas pela prefeita Raquel Lyra, como a criação da Secretaria de Ordem Pública; a elaboração do Plano Municipal de Segurança e a implantação, em curso, do Comitê Permanente Municipal de Segurança Pública. “A Prefeitura de Caruru tem adotado medidas para combater a criminalidade, mas o Governo do Estado precisa também fazer a sua parte, começando com um debate franco com os prefeitos da região e com toda a sociedade do Agreste de Pernambuco sobre o tema”, defendeu.

“O que temos visto, infelizmente, é o crescimento da violência ano a ano enquanto o Governo mostra completa incapacidade de reação. Por isso, o que estamos propondo é que o governador possa reunir os prefeitos da região para discutir ações conjuntas de combate à criminalidade, pois entendemos que o envolvimento de toda a sociedade é fundamental para reduzir os índices de criminalidade”, reforçou.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial