Humberto Costa diz que Temer “manda bater e espancar para reprimir manifestantes”


Foto: Divulgação

O líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), acusou o presidente Michel Temer (PMDB) de ser responsável pelo tumulto entre manifestantes e policiais militares durante um protesto contra o peemedebista nesta quarta-feira (24), em Brasília. “Quem manda é o Palácio do Planalto, é Temer, que – acuado como está – manda bater e espancar para reprimir manifestantes”, afirmou o petista no Twitter.

Depois que Temer decretou Ação de Garantia de Lei e Ordem, Humberto acrescentou: “Estamos vivendo uma situação gravíssima. Temer está entregando o controle do País às Forças Armadas.”

“O governo do Distrito Federal diz que só houve 35 mil pessoas na manifestação. Ou seja, pelos dados oficiais, um número relativamente baixo. O que justifica uma estado de exceção na capital federal por uma semana? Qual o risco? Que temor existe? Só um: o de cair, o de ser derrubado pela pressão popular”, disse. “E o presidente do Senado segue sentado na cadeira, alheio a tudo, conduzindo uma sessão, como se nada tivesse acontecido. Um escárnio.”

De cima de um carro de som, políticos como a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) pediram que eles retirassem as máscaras, alegando que há crianças na manifestação. Saindo da reação da PM, o grupo foi em direção à Esplanada dos Ministérios, onde dois prédios tiveram incêndios – o da Fazenda e o da Agricultura – e áreas foram depredadas.

Depois da confusão, Humberto Costa ainda criticou o governo do Distrito Federal. 

“Estivemos ontem com o governador do Distrito (Rodrigo Rollemberg, do PSB) para pedir que a PM agisse com respeito à lei. Mas parece que ele não manda na própria polícia. Todos sabemos que a ordem para que a polícia aja com violência parte diretamente do GSI, que se coordena com o comandante da corporação. É lamentável a repressão”, afirmou. (Blog de Jamildo)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial