Morte de Taxista não teve relação com tragédia que matou cinco jovens em Tuparetama


Resultado de imagem para Tuparetama

Por Anchieta Santos

Repercutiu na imprensa da região a notícia de que chocado com a tragédia que matou cinco jovens na madrugada da sexta-feira em Tuparetama, o senhor Severino Taxista teria infartado e morrido depois visitar o velório das vítimas. Ontem a produção dos Programas Rádio Vivo e Cidade Alerta manteve contato com o repórter Alicson Pereira e este esteve com os funcionários do Hospital que esclareceram o que houve. 

O senhor Severino Taxista sentiu dores e foi levado pelo genro para o Hospital onde deu entrada no horário de 1h45 da madrugada. O acidente aconteceu ás 3h50 e por volta das 4 hs as vítimas foram socorridas para a unidade hospitalar. Assim não existe relação entre as mortes. A única vítima que escapou do acidente Damiana Micheli Barbosa Pereira, 23 anos, segue internada no Recife. Micheli se submeteu as cirurgias vascular e ortopédica. O traumatismo ainda preocupa os médicos. 

No acidente onde um Fiat Uno se chocou com um Onibus estacionado na Av. Carlos Caribé de Tuparetama, morreram Gabriel Araújo Pianco, de 21 anos, Guilherme Araújo Pianco, de 18 anos, Maurício André Viana de Menezes, de 20 anos e Kaíque José de Souza Marques dos Santos, 16 anos todos de Tuparetama, e Anderson Viana Araújo Pereira de Lima, de 23 anos de São Jose do Egito. Os corpos foram sepultados no final de semana.  

Comentários

Anterior Proxima Página inicial