PP, PMDB, PT e PSDB são os partidos com mais parlamentares investigados


blastingnews
A dicotomia entre direita e esquerda no cenário político brasileiro no quesito troca de acusações deixa cada vez mais o debate horizontal e rasteiro. Para ser ainda mais simplista, a divisão do país entre PT e PSDB acaba deixando a situação pior. Um lado acusa e aponta o dedo para o outro tentando mostrar seus defeitos. Mas esquece de olhar para o próprio umbigo e vê o lamaçal em que está mergulhado. Pelo menos é o que é possível observar ao analisar os números do levantamento feito pela Revista Congresso em Foco sobre a quantidade por partido de parlamentares que estão sob suspeita e sendo analisados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A Revista Congresso em Foco checou os políticos que estão com pendências no STF e constatou que não há uma grande diferenciação entre partidos de Direita, Esquerda, ou Centro.

O primeiro colocado nesse ranking pavoroso fica por conta do PP, que possui 35 parlamentares em suas bancadas sendo investigado. Empatados em segundo lugar estão os ex-parceiros, PMDB e PT [VIDEO], com 32 cada. Os tucanos do PSDB se encontram na quarta posição, com 26 parlamentares alvos do Supremo. Para fechar o top 5, o PR aparece com seus 19 deputados e senadores com contas a prestar junto ao STF.

Os cinco partidos citados juntos contemplam suas bancadas com 144 parlamentares sob investigação. Segundo o levantamento feito pela Revista Congresso em Foco, o total de políticos que ocupam cadeiras no #Congresso Nacional com pendências no Supremo Tribunal Federal é de 238. Ou seja, apenas os cinco líderes em investigações tomam quase 60% dos investigados.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial