Temer faz o maior corte da história do Bolsa Família, Gleisi Hoffmann explica, assista o vídeo



Em mais um ataque ao povo brasileiro, o usurpadorMichel Temer cortou 543 mil benefícios do programa Bolsa Família.

Esta é a maior redução em um único mês do número de beneficiários pagos pelo programa desde seu lançamento, em 2003.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira (11) em reportagem do portal “Uol”. O corte inclui suspensões para avaliação e cancelamentos.

O número de bolsas pagas em julho foi de 12.740.640, o menor quantitativo desde julho de 2010, quando foram pagas 12.582.844 bolsas.

Na comparação entre julho de 2014, último ano do primeiro mandato da presidenta eleita Dilma Rousseff, e o mesmo mês de 2017, houve uma redução de 1,5 milhão de bolsas pagas.

Enquanto o governo golpista corta aqueles que já recebem o benefício, mais de meio milhão de famílias continuam na lista de espera para ingressar no programa, sem qualquer previsão de serem contempladas.

A reportagem do “UOL” entrevistou a camareira Rosângela da Silva, 43 anos, que tem três filhos e recebia R$ 124 até junho.

“A verdade é que a gente fica sempre esperando uma notícia assim, pois sabe que estão cortando tudo. Até direitos da gente já cortaram”, diz Rosângela. “Agora cortaram do nada.”

Como o de Rosângela, outros relatos apontam que não houve informação prévia do corte e as pessoas não foram notificadas para recadastro.

Em vídeo publicado na sua página no Facebook, a presidenta nacional do PT e senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) afirmou estar indignada com o corte feito por Temer.

Segundo ela, estão cortando o Bolsa Família, “porque liberaram R$ 14 bilhões para os deputados para que eles votassem a favor de Temer e não abrissem a denúncia contra o presidente”.

“Vocês fazem isso, porque é contra os pobres. Aí vocês vão lá e cortam o Bolsa Família. É um escândalo o que vocês estão fazendo com o Brasil, fazendo o País passar fome de novo”, declarou.

Assista o vídeo:

Comentários

Anterior Proxima Página inicial