Joesley acusa Temer de ser ladrão e pede respeito à delação premiada



Em resposta à nota divulgada na noite da última sexta-feira (01), o empresário Joesley Batista chama o presidente Michel Temer de ‘ladrão geral da República’ e afirma que ele é uma vergonha para o país, portanto respeita as delações premiadas.

Em delação, Joesley acusa Temer de se beneficiar de esquema de corrupção e de pagamento de propina. Na nota, o empresário afirma que “atacar os colaboradores mostra no mínimo a incapacidade de Temer de oferecer defesa dos crimes que comete. Michel, que se torna ladrão geral da República, envergonha todos nós brasileiros”.

Na última noite, à espera de uma segunda denúncia, o presidente partiu para ataques políticos,  na tentativa de criar uma “vacina” contra as acusações que podem abalar novamente o governo, aumentando a crise. De acordo com a nota divulgada, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) desqualifica o operador Lúcio Funaro, que firmou acordo de delação com o Ministério Público, e chama o empresário Joesley Batista de “grampeador-geral da República”.

Via Diário de Pernambuco

Comentários

Anterior Proxima Página inicial