O ministro da Integração deu pra trás, diz presidente do Sintraf sobre permanência de agricultores no Pontal



Após segunda reunião no Ministério da Integração Nacional, em Brasília, para evitar reintegração de posse sobre os agricultores familiares acampados no Projeto Pontal, zona rural de Petrolina (PE), a presidente do Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf), Isália Damacena, declarou que o titular da pasta, Hélder Barbalho, recuou da decisão de deixá-los na área até uma solução definitiva.

De acordo com a sindicalista, o ministro afirmou na audiência que teve com o deputado Adalberto Cavalcanti e outros líderes sociais, que havia encaminhado a demanda dos agricultores para o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o qual deve a fazer a avaliação sobre a permanência ou não da categoria no Pontal.

“Na nossa primeira reunião, o ministro [Hélder Barbalho] se mostrou simpático a nossa causa, encaminhando até mesmo uma orientação à Polícia Federal no sentido de não fazer a reintegração de posse”, lembra ela. “Agora, ele simplesmente deu pra trás, dizendo que quem vai cuidar da situação é a Casa Civil”.

Ainda segundo Isália, com o revés, a PF deverá realizar, no dia 12 de setembro, a retirada dos agricultores familiares do Pontal Sul. Dados do Sintraf apontam que cerca de 900 famílias agricultoras acampam na área. “Venho dizendo nas rádios e para os nossos representados que não recuaremos em nossas reinvindicações, e não vamos. O que faremos é lutar mais ainda”, declarou.

Assessoria de Imprensa Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (Sintraf)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial