Afogados da Ingazeira: Feira de Empreendedorismo supera expectativas



Entre os dias 19 e 21 de outubro, aconteceu a III Feira de Empreendedorismo de Afogados da Ingazeira. O evento, que teve objetivo de incrementar o comércio local e de toda a região do Pajeú foi promovido pela Unidade do Sebrae no Sertão Central, Moxotó, Pajeú e Itaparica, em parceria com a Prefeitura Municipal.

Com estrutura ampla composta por estandes de produtos e serviços, além de arena  gastronômica e criativa para comércio da culinária e artesanato local, a feira contou com a participação especial do poeta, compositor e interprete nordestinoJessier Quirino.

“O sertanejo é um empreendedor acima de tudo, e participar da abertura oficial de um evento desse porte, em território ‘pajeuzeiro’, que já tem essa tradição de unir o empreendedorismo à cultura, pra mim é uma alegria, privilégio e grande responsabilidade. E o Sebrae está de parabéns por investir na criatividade desse povo tão bravo e guerreiro, transformando a forma de empreender mais linear com poesia, educação e cultura”, ressaltou o poeta Jessier Quirino.

Com uma variação de tipos de negócios, Flaviana Rosa, secretária de Administração de Afogados da Ingazeira, atribui o sucesso da feira ao grupo de instituições e empresários que abraçaram o projeto e contribuíram para sua realização. “Essa feira é um marco na história do empreendedorismo de Afogados da Ingazeira. Nessa terceira edição, superamos todas as expectativas, tanto quantitativamente, quanto qualitativamente. E este ano, abrimos espaço para o empreendedorismo criativo e solidário com as associações de bairros, vendendo sabão feitos a partir do óleo de cozinha e vassouras pet. Contamos também com artistas plásticos e poetas, que tiveram a oportunidade de lançar seus livros. Então é um espaço para fazer negócio com a arte, e todo mundo ganha no final”, ressaltou Flaviana.

Durante três dias, mais de 100 empresários, de vários segmentos, expuseram seus produtos e serviços para um público potencial, promovendo um grande impacto na economia do município e fomentando a geração de futuros negócios. “Nós trabalhamos com ações e resultados, pensando nisso, contratamos um consultor para avaliar e medir o volume de negócios esperados pelos empresários” informou Ana Paula, Analista e Gestora do Sebrae.

Para Pedro Lira, Gerente da Unidade do Sebrae Sertão Central, Moxotó, Pajeú e Itaparica, a localização geográfica da cidade contribui para o crescimento comercial. “Afogados da Ingazeira está em uma situação privilegiada geograficamente e muitos empresários já se atentaram para isso. Eles têm procurado o Sebrae e participado dos eventos. Este ano, a procura foi maior que a esperada e não tivemos como inserir todos os interessados, ficou uma lista de espera grande. Para 2018, vamos estudar um local maior para que comporte o maior número de empresários possíveis, confortavelmente, contemplando a todos”, concluiu Pedro.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial