Paulo Câmara recebe Frente Parlamentar em defesa da Chesf



O governador Paulo Câmara recebeu, na manhã desta segunda-feira (02), integrantes das Frentes Parlamentares em Defesa da Chesf instaladas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa de Pernambuco, além de representantes de entidades que atuam na defesa da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco para uma reunião no Palácio do Campo das Princesas. Durante o encontro, o chefe do Poder Executivo estadual salientou que a proposta de privatização de uma estatal tão importante para o desenvolvimento regional não pode ser tratada sem o devido diálogo e participação da sociedade.

“O que não temos dúvidas é que esse processo vai sim aumentar a conta de luz dos brasileiros e fazer com que não tenhamos mais controle sobre a utilização do Rio São Francisco. Enviamos uma carta assinada pelos nove governadores do Nordeste, protocolada no dia 5 de setembro, onde mostramos nossas preocupações e pedimos diálogo. Até agora, não recebemos nenhuma resposta e, por isso, a gente não pode baixar a cabeça. Temos que mostrar ao Brasil os riscos que um processo como esse, da forma que está sendo feito, pode gerar para as futuras gerações de brasileiros nos próximos 30 anos”, destacou Paulo Câmara.

Em seu pronunciamento, o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf na Alepe, deputado estadual Lucas Ramos (PSB), alertou que a Companhia não pode ser vendida para cobrir o rombo nas contas públicas. “O Governo Federal quer colocar na prateleira um patrimônio dos brasileiros construído ao longo de sete décadas que ajudou a desenvolver Pernambuco, o Nordeste e o Brasil, criando oportunidades a partir do Rio São Francisco. Além de gerar energia, as águas do Velho Chico servem para a pesca artesanal, a agricultura irrigada e familiar, garantem a higiene pessoal e o abastecimento humano. Não podem ser tratadas como um produto à venda que objetiva cobrir os erros da má gestão do Governo Federal”, ressaltou.

Presidente da Frente Parlamentar Nacional em Defesa da Chesf, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) anunciou que tratará do assunto com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. “Agendamos uma reunião com a procuradora para o próximo dia 19, quando apresentaremos o tamanho do movimento contrário à venda da estatal”, disse.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Urbanitários de Pernambuco (Sindurb/PE), José Gomes Barbosa, a luta pela manutenção da Chesf na administração pública deve alcançar todos os nordestinos. “Estamos defendendo uma região, o único rio perene do Nordeste. Entregar este patrimônio para um grupo privado é um crime”, enfatizou. “Quem vai gerir as águas do Rio São Francisco?”, questionou Barbosa.

Somaram-se ao debate os deputados federais Creuza Pereira, Severino Ninho, Luciana Santos e Tadeu Alencar; os deputados estaduais Isaltino Nascimento, Laura Gomes e Aluísio Lessa; o secretário estadual da Casa Civil, Nilton Mota; e o ex-presidente da Chesf, José Carlos Miranda. Também presentes, Fernando Neves (vice-presidente da Confederação Nacional dos Urbanitários), Raimundo Maciel (presidente da Federação Regional dos Urbanitários do Nordeste – FRUNE), José Gomes Barbosa (Sindicato dos Urbanitários de Pernambuco), Ari Azevedo (Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Norte), Flávio Uchôa (representante do Sindicato dos Eletricitários do Ceará), Gilton Santos (representante do Sindicato dos Eletricitários de Sergipe), Dafne Oreo (representante do Sindicato dos Urbanitários de Alagoas), e Ademar de Barros (diretor Jurídico da União dos Vereadores de Pernambuco – UVP).

Comentários

Anterior Proxima Página inicial