Dançarina morre após ser atropelada duas vezes em menos de cinco minutos



Uma bailarina e professora de dança morreu após ser atropelada duas vezes em menos de cinco minutos no último final de semana. Alessandra Andrade tinha 43 anos e voltava para casa após participar de uma apresentação no encerramento do show do cantor Léo Santana, no município de São Vicente, no interior de São Paulo.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Militar, Alessandra pilotava uma moto na Rodovia Anchieta, em São Paulo, quando foi atingida por um veículo que não parou para prestar socorro. Enquanto a dançarina recebia atendimento, outro motorista passou sem reparar a sinalização e a atropelou novamente. A dançarina morreu no local. O acidente ocorreu na noite do último sábado (2).

A PM acredita que imagens de câmeras de monitoramento podem ajudar a solucionar o ocorrido e encontrar o autor do atropelamento com facilidade, já que, com a colisão, a placa dianteira do carro acabou caindo no local e foi encontrada por transeuntes. De acordo com informações de amigos, horas antes do acidente, Alessandra havia revelado que aquele era o seu último show da sua vida. "Ela falou 'esse é o meu último show, não subo nunca mais no palco. Estou cansada, velha e não tenho mais idade pra isso', parece que sabia que ia morrer", disse Taio Messias, também dançarina e amiga de Alessandra. 

No Facebook, Taio compartilhou um vídeo da última apresentação ao lado da amiga, acompanhada de uma mensagem de despedida. "E assim foi a sua despedida na terra dançando e esbanjando alegria, com esse sorriso lindo que jamais vamos esquecer... Sou muito grata por ter feito parte da sua trajetória aqui na Terra. Vai com Deus, amiga. Muito obrigada por todos os momentos juntas", disse no texto. Correio Braziliense.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial