Hospital da Mulher atende 700 mulheres por dia e comemora resultados



Em maio, a Prefeitura do Recife vai renovar com o HCP Gestão, entidade vinculada ao Hospital de Câncer de Pernambuco, o contrato de administração do Hospital da Mulher, no Curado. Atualmente, a unidade funciona com orçamento de R$ 3,2 milhões, atendendo uma média de 700 mulheres por dia. O modelo está sendo considerado bem-sucedido. O HCP Gestão também é responsável pelas Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAEs) do Arruda (Recife), Belo Jardim e Arcoverde. 

"O Hospital da Mulher foi aberto em maio de 2016 para ser gerido pelo HCP Gestão por dois anos, que podem ser prorrogados por até dez anos. Isso é interessante para o serviço em si e para a Prefeitura do Recife, porque a unidade tem apresentado o resultado proposto, com eficiência e eficácia na utilização do dinheiro público", afirmou o superintendente do HCP Gestão, Filipe Bitu.

Segundo ele, a expectativa da administração agora é inaugurar todo o setor de alto risco, que inclui a Unidade de Tratamento Intensivo e a Unidade de Cuidados Intensivos para parturientes com gestações de alto risco. "Quando toda a unidade estiver em operação, vamos repactuar o orçamento mensal com a prefeitura. Mas é importante dizer que hoje conseguimos atingir as metas quantitativas e qualitativas estabelecidas pelo município porque utilizamos os princípios de uma administração privada numa instituição pública", afirmou Bitu.

Desde a inauguração, em maio de 2016, a unidade atendeu 464 mil mulheres, ofereceu 99 mil consultas, realizou 335 mil exames, e fez duas mil cirurgias e cinco mil partos - quatro mil normais e 1,5 mil cesáreas. O hospital oferece 12 especialidades médicas, serviços de aleitamento materno, planejamento familiar, ambulatório de egressos, pré-natal de alto risco, nutrição e atenção à mulher vítima de violência. 

As organizações sociais de saúde são entidades sem fins lucrativos fundadas para trazer bem-estar social e otimizar recursos públicos nas unidades do Sistema Único de Saúde. O modelo também vem se firmando como referência na rede municipal. (Diário de Pernambuco)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial