Pernambuco registra caso de malária



Uma mulher que estava em Fernando de Noronha apresentou sintomas da malária, que em seguida foi confirmado pelo Hospital Oswaldo Cruz, onde foi tratada. Segundo apurado pela imprensa local, a vítima da doença é missionária e moradora da cidade de São Paulo. Ela estava em missão e havia chegado em Pernambuco vinda de Angola, continente Africano. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que assim que fizeram todos os procedimentos adequados, a mulher deixou o Estado.

Em nota, a SES informa que “Pernambuco não é área de circulação da malária. Todos os casos confirmados são de pacientes oriundos de áreas de ocorrência da doença, como a região Amazônica e países da África”, afirma. Neste mês de janeiro a Secretaria recebeu a notificação de dois suspeitos da enfermidade, sendo um já descartado e o outro caso (dessa missionária).

Malária

Segundo informações do Médicos Sem Fronteiras, é uma doença evitável, detectável e tratável, que se apresenta mais comumente em áreas pobres e desfavorecidas.

Uma vez transferida para o corpo humano, a infecção viaja até o fígado, onde se multiplica e entra nas células vermelhas do sangue. Dentro dessas células, os parasitas se multiplicam rapidamente até elas se romperem, liberando ainda mais parasitas na corrente sanguínea e manifestando, nesse processo, os sintomas típicos da doença.

A malária começa como a gripe, com os primeiros sintomas surgindo entre nove e 14 dias após a infecção. Os sintomas incluem febre (podem ocorrer ciclos típicos de febre, calafrios e suor em grande quantidade), dor nas articulações, dores de cabeça, vômitos frequentes, convulsões e coma.

O Estado da Bahia apresenta um crescimento de casos confirmados de malária, segundo informações da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), obtidos pela Rede Bahia de Televisão. Até a tarde desta terça-feira (23) 22 casos estão confirmados.

Todos foram registrados em Wenceslau Guimarães, cidade no baixo sul da Bahia, que enfrenta um surto (localizado) da doença. Uma moradora do município morreu e um outro óbito está ainda sob investigação.  (LeiaJá)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial