Sobrevivente da queda do Globocop, Miguel precisa de sangue




Miguel Brendo Pontes Simões, de 21 anos, sobrevivente na queda do Globocop, no último dia 23, precisa de doações de sangue para continuar a recuperação. Doadores, de qualquer tipo sanguíneo, devem procurar o posto de coleta do Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife.

O rapaz foi o único sobrevivente do acidente que matou duas pessoas. A aeronave, propriedade de uma empresa que presta serviços à Rede Globo Recife, caiu na praia de Brasília Teimosa, na Zona Sul da Capital. Ele é operador de transmissão da empresa Helisae há um ano e meio, trabalhando na captação, gravação e transmissão de imagens para a empresa, onde fez o curso de operador de sistemas. Miguel é enteado do capitão Wagner Monteiro, um dos donos da Heliase. O jovem sofreu vários traumatismos e choque hemorrágico. (FolhaPE)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial