Presidente do STR de Tabira reforça cobrança pelo pagamento do Garantia Safra ao MDA



Agricultores familiares dos municípios de Afogados da Ingazeira e Tabira seguem sem receber o Garantia Safra 2016/2017.

Falando a Rádio Cidade FM, Mauricio Bezerra Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tabira disse não ter havido diferença de chuvas entre Tabira e os outros municípios da região onde o pagamento foi liberado. “O boletim do IBGE retrata uma perda de 70%, mas ao mesmo tempo faz uma média dos últimos 10 anos citando uma produção de mais de 300kg de grãos por hectare. Quando o ano é bom de inverno a média é de 1.200kg de grãos e 2017 tambem foi de seca”, disse. O dirigente Sindical afirmou que prevalecendo a Portaria, nos próximos anos os municípios que receberam agora, também ficarão de fora.

Ele confirmou a realização de um encontro no gabinete do Prefeito Sebastião Dias na última terça-feira envolvendo o próprio governo através da Secretaria de Agricultura, Sindicato e Conselho de Desenvolvimento Rural. Um novo encontro será realizado na próxima semana quando um documento será tirado, com ajuda do jurídico da Prefeitura para ser encaminhado a Coordenação Nacional do Garantia Safra, órgão ligado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário(MDA). Mauricio ainda reclamou do que seria outros castigos contra os agricultores de Tabira, como suspensão do Terra Pronta e a redução de sementes para o plantio. Programas Coordenados pelo Governo de Pernambuco. (Por Anchieta Santos)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial