Funcionários da EMSA fazem protesto no escritório da Transposição em Salgueiro




Operários da construtora EMSA, que presta serviços ao Ministério da Integração Nacional no Projeto de Integração do Rio São Francisco (Transposição), fizeram um protesto na manhã desta segunda-feira, 16, em frente ao escritório que administra a obra em Salgueiro e região.

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de salários atrasados, o cartão alimentação e a liquidação das rescisões dos funcionários dispensados. Segundo os manifestantes, a EMSA mandou alguns trabalhadores para casa há quatro semanas e não retomou os trabalhos até o momento.

O protesto recebeu apoio do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral no Estado de Pernambuco (Sintepav-PE).

Por Chico Gomes

Comentários

Anterior Proxima Página inicial