Iterpe reafirma compromisso de parceria com os movimentos sociais






O presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), André Negromonte, e os gestores do órgão reuniram-se nesta terça-feira (24), para dialogar com dois representantes da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras de Pernambuco (FETAPE), Aglailson Paixão e Maria Gilvaneide. A reunião, realizada na sede do Iterpe, teve como objetivo repactuar a parceria entre ambas instituições.

“O Iterpe está de portas abertas para continuar o diálogo com as instituições da sociedade civil que tem uma missão em comum, que é o de trabalhar em prol do homem e da mulher do campo. A relação do órgão com essas instituições é de parceria, visto que as ações de acesso à terra são executadas de forma integrada, criando condições favoráveis para a celeridade das políticas fundiárias no Estado de Pernambuco”, afirmou Negromonte.

Durante a reunião foram repactuadas os encontros sistemáticos de planejamento de trabalho que viabilizam a execução dos projetos que possuem áreas e públicos de abrangência firmados em comum junto à União.  “Ficamos felizes em saber que a nova gestão do Iterpe possui o entendimento da importância da parceria, porque as famílias do campo é quem mais ganham com o resultado dessa dinâmica de trabalho”, explicou a diretora da FETAPE de Santa Maria da Boa Vista, Maria Gilvaneide.

BENEFÍCIOS 

 As ações de acesso à terra realizadas pelo Governo de Pernambuco, por meio do Instituto de Terras e Reforma Agrária (Iterpe), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, garantem a segurança jurídica de famílias rurais, acesso a crédito e a políticas públicas que repercutem no bem estar social e na qualidade de vida no meio rural, tais como: Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF); de contribuição ao escoamento da produção através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e de Alimentação Escolar (PNAE); melhoria da produção com Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER); além de benefícios previdenciários (aposentadoria rural, auxílio maternidade, pensão, auxílio doença), entre outras políticas. Na atual gestão, foram entregues em todo o Estado, até o momento, mais de 11 mil títulos de acesso à terra gratuitos e com títulos definitivos já registrados em cartório.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial