Volume do açude de Boqueirão sobe 984% um ano após transposição, na PB



O açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, hoje, o semblante do pescador José Gomes, de 58 anos, é de contemplação e demostra a renovação de uma esperança que havia ficado para trás. É que um ano após o encontro das águas da Transposição do Rio São Francisco com o espelho d'água de Boqueirão, a cena de um reservatório quase seco e com o pior volume da sua história - 2,9% da capacidade total - vai sendo modificada pela recarga de 117 milhões de metros cúbicos de água acumulados no açude ao longo dos últimos 12 meses.

Nesta quarta-feira (18), o açude de Boqueirão passa dos 129 milhões de m³ de água, um volume de mais de 30%, de acordo com dados são da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). O número corresponde a um crescimento de 984% sobre os 11,9 milhões de metros cúbicos que o reservatório acumulava antes da transposição.

O açude vem se recuperando de uma severa crise hídrica, fato que está ressignificando a vida das pessoas que há um ano viviam a iminência de um colapso total de água.

Por G1 PB

Comentários

Anterior Proxima Página inicial