Exposição de experimentos, palestras e peça teatral marcam a I Semana de Física do campus Serra Talhada do IF Sertão-PE




Nos dias 17 e 18 de maio, o IF Sertão-PE promoveu pela primeira vez, a Semana de Física do campus Serra Talhada. O evento contou com as presenças de servidores e estudantes de todos os cursos do campus, além da visita de alunos de outras escolas da região.

A cerimônia de abertura, realizada na noite do dia 17, foi marcada pela peça teatral intitulada “Mulheres na Ciência”, onde os alunos do Ensino Médio Integrado do campus homenagearam nomes como Marie Curie e  Katherine G. Johnson, que contribuíram com o ensino e propagação da ciência na História mundial. A estudante Nathália Vila Nova, que representou Hipácia de Alexandria, primeira mulher documentada como matemática, conta o que foi melhor em participar do momento. “Na peça mostramos mulheres que foram muito importantes para a história mas que não tiveram tanto reconhecimento, visto que na época somente homens eram mais valorizados. Gostei muito de me apresentar e principalmente de aprender mais sobre a vida delas”, salientou. Logo após, os presentes assistiram uma palestra sobre sustentabilidade e uso eficiente de energia, ministrada pelo representante da CELPE, Victor Batista. 

No dia seguinte, no período da tarde, o campus recebeu a visita de estudantes de escolas da região, para apreciarem as exposições de trabalhos realizados pelos alunos de Licenciatura em Física e de Ensino Médio. Os experimentos apresentados de várias áreas da Física como ótica, mecânica e eletricidade chamaram a atenção de todos que passaram pelos corredores. Segundo o estudante José Neto, a oportunidade de mostrar estes experimentos à estudantes de outras instituições torna-se prazeroso para todos. “Acredito que experiência é o que falta nas escolas. Aqui como temos contato com o Ensino, Pesquisa e Extensão, temos obrigação de mostrar isto para outras pessoas. Muitas vezes o aluno não gosta tanto de Física porque ele é muito exposto somente a teoria, o que deixa uma aula monótona e precisamos acabar com isso”, destacou o jovem. 

Comentários

Anterior Proxima Página inicial