Lula é nosso candidato porque o Brasil precisa, a lei permite e o povo quer, diz Humberto em Minas




Presente no lançamento da pré-candidatura de Lula à Presidência da República, em grande ato em Contagem (MG) na noite dessa sexta-feira (8), o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), fez um longo discurso em defesa da caminhada do ex-presidente de volta ao Palácio do Planalto. 

Humberto afirmou que o Brasil precisa de Lula neste momento, mais do que nunca. Disse, ainda, que a lei permite a sua candidatura e o povo deseja a sua vitória nas urnas. 

“Hoje, é o dia da certeza de que Lula será candidato e que o PT terá candidato. Lula jamais foi esquecido pelo povo, apesar da elite e da grande imprensa insistirem em persegui-lo. As pesquisas mostram a sua liderança em todos os cenários possíveis”, declarou.

Diante de um auditório lotado, com a presença de Dilma, governadores do PT e parlamentares da sigla, além de movimentos sociais, lideranças comunitárias e artistas, que fizeram uma linda festa, Humberto disse que ninguém poderá ter mais dúvida em relação a Lula candidato e que, com todo o respeito que têm com os partidos da esquerda, “que têm todo o direito de ter candidato”, o PT tem obrigação de ter o seu nome. 

“Somos um partido que ganhou quatro eleições presidenciais, governou o país por 13 anos, tem a maior bancada do Congresso Nacional, governa cinco importantes estados, tem imensa  capilaridade. Não tem como não termos candidato a presidente da República”, ressaltou.

Ele falou para os que tiverem dúvida sobre a campanha de Lula, que “tirem o cavalinho da chuva porque o PT já o lançou”. O senador fez questão de lembrar que Lula é o maior líder político da história do Brasil e ganha a disputa com qualquer adversário hoje, segundo as pesquisas. 

“Ele é único capaz de dar jeito nessa situação de desgraça que o país vive, com desemprego, fome, falta de saúde, a crise cambial. Só não estamos ainda pior porque Lula e Dilma formaram uma reserva cambial de US$ 370 bilhões, que hoje garante a nossa segurança”, observou.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial