Neymar se irrita com críticas, e Globo nega distinção entre jogadores



O atacante Neymar entrou em rota de colisão com a Globo em meio à disputa da Copa. O estopim foram as críticas, principalmente do narrador Galvão Bueno, após os dois primeiros jogos, o que levaram até o pai do jogador a tentar colocar panos quentes.

Em nota, a assessoria da Globo afirmou que "narradores e comentaristas têm liberdade para citar ou comentar qualquer lance do jogo". Em nota, completou: "As análises, assim como toda a cobertura da Globo, são feitas de maneira imparcial e sem distinção entre os jogadores". Procurado, Neymar não respondeu às perguntas da reportagem.

Não é a primeira vez que Neymar entra em conflito com o principal profissional da Globo durante a disputa de um torneio importante.

Em 2016, depois de dois empates na Olimpíada do Rio, o atleta se irritou com Galvão e parou de falar com a imprensa. Deu a volta por cima e levou o ouro, desabafando no fim: "Vocês vão ter que me engolir", disse o jogador, após vencer a Alemanha nos pênaltis, no Maracanã, na final.

A posição é idêntica à adotada agora, na Rússia. Depois de fazer o segundo gol contra a Costa Rica, Neymar deixou a arena calado. "Hoje, não", respondeu, ao receber pedido de entrevista no estádio.

Ao mesmo tempo, postou em rede social um desabafo, onde menciona que "falar, até papagaio fala". O jogador é fã do piloto brasileiro Ayrton Senna, que se referia ao narrador Galvão Bueno como "papagaio" -eles mantinham relação de amizade.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial