Brasília: Marconi protocola pedidos de emendas e fala sobre dificuldade com a previdência



Prefeitos de todo território nacional aportaram em Brasília, nesta terça-feira (16). A ida, ao Distrito Federal foi motivada pelo calendário que apontava para o dia 20, o prazo final para apresentação de emendas parlamentares, que acabou sendo prorrogado para o dia 1º de novembro.

Marconi Santana de Flores, região do Pajeú foi o primeiro a chegar. Santana esteve protocolando o pedido de alocação de emendas, em diversos gabinetes da Câmara e Senado Federal.

Entre os pedidos do gestor Florense, emendas para a construção de novos equipamentos de lazer, aquisição de ambulância, ônibus escolar, custeio de média complexidade na área de saúde, compra de um micro-ônibus, construção de uma academia da saúde e aquisição de equipamentos hospitalares.

Marconi, que também preside o consórcio de prefeitos da região, esteve na sede da CNM – Confederação Nacional dos Municípios, onde em entrevista falou das dificuldades para arcar com a previdência própria municipal e como a busca por fontes complementares de receita tem dificultado o dia a dia dos gestores municipais.

“A previdência exige da prefeitura um aporte mensal de R$ 220 mil e fechar as contas tem sido um grande desafio”, disse Santana.

O prefeito de Flores, ainda esteve na sede do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com José Fernando Uchôa - Diretor de Ações Educacionais, acompanhando o andamento do projeto inicial das novas escolas, do Bairro Vila Nova e do Distrito de Fátima - (foto 1).

Com o deputado federal, Mendonça Filho, o prefeito terminou a genda nesta terça (16).


“Ao deputado solicitamos alocação de emenda parlamentar para compra de um micro - ônibus e mobiliário escolar”. Escreveu Marconi no facebook. (Júnior Campos)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial