Humberto Costa denuncia perseguição a professores e alunos da Universidade Federal de Pernambuco



O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT), denunciou nessa quarta-feira, 7, a distribuição de panfleto de autoria desconhecida no Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife, contendo ameaças nominais a professores e estudantes.

Na denúncia feita na tribuna do Senado, Humberto expôs que o ato foi uma clara tentativa de criar um clima de terror e intimidação na universidade. Segundo ele, o texto acusa, pejorativamente, professores e alunos de serem comunistas, defensores de drogados, gays, feminazi e esquerdistas. Ao término, avisa que todos serão banidos da UFPE quando Bolsonaro assumir.

O senador pediu medidas urgentes da Advocacia-Geral da União (AGU), Polícia Federal e do Ministério Público para impedir que casos de constrangimentos, ameaças e agressões se espalhem pelo país, principalmente em instituições federais de ensino. “Professores e alunos em todo o país estão sitiados por esse cerco da intolerância promovido por Jair Bolsonaro. São práticas que fariam Mussolini e Hitler ficarem orgulhosos”, criticou.

Humberto também cobrou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) instigue o Poder Judiciário a impedir que o presidente eleito continue incitando o ódio e a violência, estimular a intolerância. Blog de Alvinho Patriota.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial