Pernambuco registra aumento de 50% em feminicídios


A secretária de Defesa Social (SDS) divulgou, na manhã desta sexta-feira (14), que Pernambuco registrou um aumento de 50% nos crimes de feminicídios no mês de novembro em relação ao período correspondente em 2017. Foram seis assassinatos contra quatro, respectivamente. No recorte mais amplo o cenário também não está nada bom. De 1º de janeiro até 30 de novembro deste ano, foi registrado um aumento de 3% desses tipo de crimes, sendo 71 em 2018 contra 69, em 2017.

"Iniciamos um processo de capacitação e normatização da tipificação do feminicídio nos inquéritos policiais. Estamos buscando a qualificação da notificação deste crime bárbaro e a aplicação da justa penalidade", afirmou o secretário de Defesa Social (SDS), Antônio de Pádua. "Estamos ampliando a rede de delegacias da mulher, como ocorreu neste ano, com as inaugurações de unidades no Cabo de Santo Agostinho", disse.

O secretário ainda reforçou a importância das denúncias das vítimas de violência doméstica. "As estatísticas mostram que os xingamentos e agressões avançam e, sem atuação policial, a mulher está correndo perigo e pode se tornar vítima de feminicídio", disse Pádua.

Segundo as informações da SDS, as estatísticas mostram que, em novembro de 2018, houve uma procura maior das mulheres pela ajuda policial. O aumento de mulheres que denunciaram o crime de violência doméstica e familiar foi de 6,36% em relação ao ano anterior. Foram cerca de 3.292 queixas contra 3.001. Em relação ao período de 1º de janeiro até 30 de novembro, as notificações subiram em 19,32%, de 30.433 para 36.314.

Já as queixas de estupros tiveram uma redução de 19,47% neste mês, quando comparadas com os registros do mesmo período em 2017. O número caiu de 223 vítimas para 182. Porém, no acumulado do ano anterior até este ano, houve um aumento de 8,29%, de 2.160 para 2.339. (JC Online)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial