'É ligado ao PT; mas é correto', diz ministra sobre exoneração do ouvidor agrário do Incra


A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou ao blog nesta segunda-feira (21) que Jorge Tadeu Jatobá Correia, ouvidor agrário nacional exonerado do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) "é ligado ao PT [Partido dos Trabalhadores]", mas é "correto e isento". O Incra é responsável por executar a reforma agrária e o ordenamento fundiário nacional.

A exoneração de Correia foi publicada nesta segunda-feira (21) no "Diário Oficial da União". Uma das principais missões da ouvidoria nacional é previnir e mediar conflitos agrários. A ouvidoria também tem a missão de articular, nas várias esferas de governo, a garantia dos direitos humanos e sociais de envolvidos em conflitos agrários. Também é a ouvidoria que recebe e encaminha as denúncias de violência no campo e irregularidades no processo de reforma agrária.

“Ele é ligado ao PT, foi indicado ainda no governo deles. Depois ficou no governo Temer", disse a ministra. "Mas é correto e isento", declarou.

A ministra disse, ainda, que o secretário especial de Assuntos Fundiários da pasta, Luiz Antônio Nabhan Garcia, está trocando funcionários da "por gente mais alinhada ao governo Bolsonaro".

Tereza Cristina afirmou, ainda, que Francisco José Nascimento, presidente do Incra em exercício, está "ajudando desde a transição", mas será substituído. A ministra não disse quando isso vai ocorrer e nem quem deverá substituir Nascimento na presidência do instituto. (G1)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial