Fundação Terra em Arcoverde realiza campanha para distribuição de pães e peixes na Páscoa


Já é uma tradição em Arcoverde. Todos os anos, na Semana Santa, a Fundação Terra promove uma doação de pães e peixes para celebrar a Páscoa. Mais que uma distribuição de alimentos, tão necessária para as famílias pobres que vivem na periferia da cidade, no Sertão de Pernambuco, o gesto também é marcado por grande valor simbólico. Os pães e peixes representam a comunhão da instituição com a comunidade em que está inserida desde sua criação, em 1984, onde funcionava o antigo lixão do município, desativado desde 2006. Ao todo, cerca de duas mil famílias são beneficiadas com a doação.

Em sua Carta de Páscoa, Padre Airton Freire, presidente da Fundação Terra, ressalta que as dificuldades prejudicam de forma mais acentuada a população mais vulnerável. “Se não fosse o trabalho na base realizado por tantas comunidades, os pobres mais pobres já teriam sido esquecidos”, explica o religioso. A mensagem do fundador e presidente da instituição é finalizada em tom de fé e esperança: "Passaremos pela dor Cruz, mas alcançaremos, igualmente, a Vitória! Nesse projeto, o primeiro interessado é o próprio Jesus, Nosso Senhor, Vivo e Ressuscitado. Feliz Páscoa!”, finaliza.

A distribuição dos pães e dos peixes está marcada para a Quarta-Feira da Semana Santa, dia 17 de abril. No total, serão distribuídas três toneladas de peixes e 25 mil pães. A programação começa com a Celebração da Palavra, às 9h, seguida pela doação em Arcoverde, para a população atendida no entorno da sede da Fundação Terra.


Como doar:  

Quem quiser colaborar com a Fundação Terra pode fazer uma doação de qualquer valor na conta da instituição:

Associação dos Servos de Deus CNPJ: 0473.8865.0001/00 Banco do Brasil C/C: 10.346-2 Agência: 0068-x Airton Freire de Lima CPF: 138.440.404-04 Banco do Brasil C/C: 6542-0 Agência: 0068-x

Sobre A Fundação Terra

Criada em 1984 pelo padre Airton Freire, a organização surgiu numa área chamada popularmente de Rua do Lixo, em Arcoverde, município do Sertão pernambucano, a 250 quilômetros do Recife. Onde antes estava localizado o lixão do município, hoje há escola, creche, biblioteca, instituição de longa permanência para idosos e várias ações sociais. Há mais de dez anos, as ações da instituição chegaram também a Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (CE), onde está localizada na comunidade do Alto Alegre II. No Ceará, funciona a creche Pleno Viver e o Centro de Convivência Esporte Cultura e Lazer de Renatus. Em 2016, foi aberto no Recife o Centro de Apoio aos Moradores de Rua (C Amor), que funciona no Pátio da Santa Cruz, bairro da Boa Vista. (Rafael Paranhos - Jornalista)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial