Maia bate boca com líder do governo e diz ter rompido relação pessoal


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tomou a palavra ao final da reunião entre líderes partidários nesta terça-feira, 21, e disse ter rompido relações pessoais com o líder do governo na Casa, Major Vitor Hugo (PSL-GO). Ele afirmou que se sentiu atacado com mensagens que Vitor Hugo compartilhou no WhatsApp que relacionavam a articulação política a negociações espúrias.

Maia afirmou que não irá pedir a demissão de Vitor Hugo ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas que só irá se dirigir ao líder do governo em situações institucionais. As mensagens que irritaram o presidente da Câmara foram compartilhadas em vários grupos formados por deputados há quase um mês atrás.

Vitor Hugo tentou se explicar diante dos presentes. O líder do governo afirmou que as mensagens foram tiradas de contexto e que respeitava o papel exercido pelo presidente da Câmara, mas Maia decidiu encerrar a reunião enquanto Vitor Hugo falava. Segundo um dos líderes partidários, as explicações do líder governista “não colaram” para nenhum dos presentes. (Veja.com)

Comentários

Anterior Proxima Página inicial