Governo do Estado investe em obra para melhorar o abastecimento de Tabira e Afogados da Ingazeira


Uma boa notícia para os 65 mil moradores de Afogados da Ingazeira e Tabira, no sertão do Pajéu. A Companhia Pernambucana de Saneamento- Compesa irá iniciar as intervenções para reforçar o abastecimento de água das duas cidades. A primeira ação começa nesta terça-feira (11), em Tabira, e ainda neste mês, serão iniciadas obras de melhorias  da Estação de Tratamento de Água de Brotas, que atende a cidade de Afogados da  Ingazeira. A previsão é finalizar as duas obras no prazo de 90 dias.

De acordo com a Compesa, as ações determinadas pelo governador Paulo Câmara irão permitir a redução  do rodízio nos dois municípios sertanejos.  A companhia estima que 60% da população de Tabira ficarão sem racionamento e, nas partes altas, o cronograma de distribuição deverá diminuir de 12 dias sem água, para sete. A previsão também é animadora para os moradores de Afogados da Ingazeira, que ficará com 100 litros de água por segundo provenientes da soma do Sistema Adutor do Pajeú e do Sistema de Poços Zé Dantas, o que possibilitará que 70% da cidade saia do rodízio. Nas áreas onde o racionamento continuará, a companhia prevê uma redução do ciclo de abastecimento de três dias com água e cinco sem, para dois dias com água e dois sem.

A Compesa dará início amanhã à construção de uma estrutura onde será instalada a nova Estação de Tratamento de Água de Tabira, no mesmo local onde fica a Estação de Bombeamento 7 do Sistema Adutor do Pajeú, na entrada da cidade de Tabira (próximo ao distrito de Riacho do Gado). 

A nova ETA é pré-fabricada em módulos e tem capacidade de tratar 40 litros de água, por segundo,  a partir do Sistema Adutor do Pajéu. Com o novo equipamento, Tabira deixará de depender exclusivamente da Estação de Tratamento de Água de Brotas, que fica em Afogados da Ingazeira. “As duas cidades vão ganhar com a obra, pois a água não será mais partilhada entre os dois municípios. O Governo do Estado está investindo R$ 1,4 milhão para diminuir o rodízio em Tabira e Afogados da Ingazeira, beneficiando diretamente  65 mil pessoas”, explicou a diretora Regional do Interior da Compesa, Simone de Albuquerque.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial