Bolsonaro ameaça demitir secretário de Produtividade do Ministério da Economia


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que pediu para o ministro da Economia, Paulo Guedes , apurar o relato do presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI ), Luiz Augusto de Souza Ferreira, que disse em entrevista à revista “Veja” ter recebido pedidos “não republicanos” do secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa . De acordo com Bolsonaro, os dois podem ser demitidos. 

— Eu tomei conhecimento. Estou louco para saber. Entrei em contato com o Paulo Guedes, para saber que pedido é esse. Um dos dois, no mínimo, vai perder a cabeça. Porque não pode ter uma acusação dessas. Daí vão dizer que ele ficou lá porque tem uma bomba embaixo do braço. Não é esse o meu governo. Já pedi para apurar. Um dos dois, ou os dois perderão a cabeça — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada.

Em entrevista ao colunista do GLOBO, Lauro Jardim , Carlos Costa afirmou que o presidente da ABDI mentiu.

— Ele mentiu. Se eu tivesse feito pedidos não republicanos eu tinha que sair do cargo. Não fiz. Ele tem que dizer e provar que propostas foram essas. 

Na entrevista à “Veja”, Ferreira afirma que Carlos da Costa quer demiti-lo porque ele não atendeu aos “aos pedidos não republicanos” feitos pelo secretário.

O presidente da ABDI, que é vinculada ao Ministério da Economia, diz que tem provas para apresentar. Ele ainda disse que está seguindo a “determinação do presidente Bolsonaro de não atender vagabundo na administração pública”.

Fonte: O Globo

Comentários

Anterior Proxima Página inicial