Oposição vence governo e garante abono para quem ganha até dois salários


Apesar da vitória do governo com a aprovação do texto-base da reforma da Previdência, na noite desta terça-feira (1), a oposição também teve o que comemorar, com a volta do abono salarial para quem recebe até dois salários mínimos (R$ 1.996, atuamente). Foi o que informou o Correio Braziliense.

O texto original previa que o benefício fosse pago apenas para quem recebe até R$ 1,3 mil. O governo não conseguiu os 49 votos necessários para barrar uma emenda que revertia a mudança é manter o corte — teve apenas 45. 

A mudança tira R$ 76,4 bilhões da economia prevista com a reforma em 10 anos. Houve várias tentativas de mudar esse ponto, na Câmara e no Senado. Com a derrota, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), encerrou a sessão e manteve os outros destaques para quarta-feira (2).

Na Comissão e Constituição e Justiça (CCJ), senadores tentaram fazer a mesma mudança, mas ela foi rejeitada por 15 votos a 10. O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), admitiu que o resultado no plenário foi fruto de uma falha de estratégia.  


Comentários

Anterior Proxima Página inicial