Jovem com transtornos mentais sofre por falta de assistência médica adequada na cidade de Patos – Cenas fortes!



Morando com sua família humilde na Travessa Josefa Aragão, Bairro Vitória, em Patos, o jovem Tiago Nóbrega dos Santos, 33 anos, está precisando de assistência médica adequada em regime de urgência para tratar dos problemas de saúde ocasionados por transtornos mentais e a falta de mobilidade que tem gerado agravos em todo o corpo.

Tiago, que sofre de epilepsia e tem obesidade, está prostrado em uma cama e desde que adquiriu escaras nas nádegas, após internação por 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Patos, padece por falta de assistência para tratar a ferida que está infeccionada e exalando odor desagradável.

O pai do jovem, o senhor José Cipriano, mais conhecido por Duquinha, é quem dedica a vida para os cuidados com o filho. Seu Duquina relata que o caso de Tiago começou após uma febre alta aos dois anos de idade, desde então o jovem começou a ter ataques de epilepsia e crises convulsivas frequentes. Até os 12 anos, Tiago andava e falava, mas a família acredita que a forte medicação foi deixando a situação do jovem cada vez pior.

A cama na qual o jovem Tiago passa a vida é inadequada para atender suas necessidades. Uma cama especial custa em média R$ 7.000,00. Tiago também precisa de assistência em fisioterapia, curativos adequados para tratar as escaras, fraldas descartáveis, lençóis apropriados e orientação alimentar e dicas para que a família saiba lidar com o problema.

A reportagem do Patosonline.com esteve na casa onde mora Tiago e presenciou o carinho do pai para com o filho, porém só o carinho não basta diante do grave problema gerado pela falta de assistência médica adequada durante os anos de vida do jovem.

O enfermeiro da Unidade Básica de Saúde (UBS) Nabor Wanderley, próximo da residência da família, esteve na casa para verificar a glicemia de Tiago (nível de açúcar no sangue). A taxa está acima do normal e o jovem pode estar a caminho de adquirir diabetes, talvez isso dificulte mais ainda à cicatrização das escaras.

A irmã de Tiago, Amanda Nóbrega, disse que a carência é grande em se tratando de assistência social por parte da Prefeitura Municipal de Patos. “A escara dele tá muito feia, necrosada. A gente tá precisando de ajuda como lençóis fininhos, fraldas, suporte com curativos. Tem um enfermeiro que ajuda, mas ajuda no limite dele. Vinha um pessoal do CERPOD fazer fisioterapia e não veio mais. Ele tá todo atrofiado ali em cima daquela cama. Vinha um pessoal fazer a dieta dele, mas não veio mais. Ninguém mais apareceu aqui...apareciam só para a gente assinar papel”, relata Amanda.

A reportagem fez contato com a equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), pertencente à Secretaria de Saúde do Município de Patos.  O coordenador relatou via telefone que na próxima segunda-feira, dia 28, fará uma visita para acompanhar o caso com mais atenção e para conversar com a família sobre os passos diante dos problemas relatados.



Patosonline.com

Comentários

Anterior Proxima Página inicial