Espetáculo ‘Cuidado com o Mosquito’ alerta população contra o Aedes Aegypti



O Combate à Dengue é uma responsabilidade dos órgãos públicos e de toda população. Uma das formas criativas de discutir sobre as medidas cabíveis para a redução e, quem sabe, a erradicação desta doença no Brasil, foi através do espetáculo ‘Cuidado com o Mosquito’.

Apresentado na manhã desta sexta-feira (18), no auditório do Centro de Educação Comunitária Rural (Cecor), o texto, interpretado por Amanda Ribeiro (Dengue), Daniela Cavalcanti (Zika) e por Kátia Gonçalves (Chikungunya), traz um diálogo participativo entre personagens e plateia, onde evidencia algumas ações simples para combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zica e Chikungunya.

A proposta da ONG Cecor é alertar a população sobre o crescente número de casos do vírus no Brasil, isso porque dentre as três doenças, a dengue tem sido considerada a mais perigosa pelo número de mortes. Em 2015, foram registrados 1.649.008 casos de dengue, dos quais 863 vieram a óbito, segundo dados do Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, que tem acompanhado as notificações das suspeitas de microcefalia associada à doença, somente em 2015, cerca de 4 mil casos suspeitos da malformação, ligados ao zika vírus, foram computados. Desses, 404 foram confirmados. Em 2014, o número de bebês nascidos com a malformação foi 147 - um aumento de 83,6% dos casos. Os registros consideram que as ocorrências se devem por infecções causadas por vários agentes, e entre eles, mas não necessariamente, o zika vírus.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial