Depois de demitir 233 funcionarios, empresário se mata em fábrica de Rio Claro


Empresa demitiu 223 funcionários na semana passada em Rio Claro (Foto: Reprodução)

O dono da empresa de sofás de Rio Claro (SP) que na semana passada demitiu 223 funcionários por conta da crise e queda nas vendas foi encontrado morto na fábrica nesta terça-feira (21). Um funcionário que chegou para trabalhar por volta das 7h encontrou o empresário Luís Antônio Scussolino, de 66 anos, sem vida. A Polícia Civil registrou o caso como suicídio.

A Polícia Militar foi acionada e, quando chegou ao local, encontrou o corpo da vítima com uma corda no pescoço. A perícia técnica constatou que a causa da morte foi quebra do pescoço.

O corpo do empresário será sepultado às 10h30 desta quarta-feira (22) no Cemitério Parque das Palmeiras, em Rio Claro.

Demissão em massa

Depois de mais de 20 anos, a cidade voltou a registrar uma demissão em massa. Na última segunda-feira (13),  a Luizzi Estofados demitiu 223 trabalhadores. A empresa informou que, apesar de enfrentar dificuldades por causa da queda nas vendas, manteve o emprego de 870 funcionários.

A empresa afirmou ainda que apresentou uma proposta ao sindicato para evitar as demissões: redução da jornada de trabalho e de 20% nos salários, mas ela foi rejeitada pela maioria dos empregados. Disse também que está calculando o valor das rescisões e se esforçando para pagar.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial